Ataques da guerrilha curda na Turquia deixa pelo menos três mortos

Istambul, 6 ago (EFE).- Pelo menos três membros das forças de segurança turcas morreram em dois ataques do grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no sudeste da Turquia, informou neste sábado a emissora "CNNTÜRK".

Dois membros de uma milícia pró-governo curda, conhecida como "korucu" (guardas), morreram hoje e outro ficou ferido enquanto realizavam uma patrulha em uma região próxima à cidade de Beytüssebap, na província de Sirnak, fronteiriça com o Iraque.

Os guardas revistavam uma zona a 200 metros da estrada quando uma bomba explodiu, supostamente colocada antes por guerrilheiros do PKK e detonada mediante comando à distância, afirma a citada emissora.

Por outro lado, um soldado morreu e um 'korucu' ficou ferido em um ataque contra um comboio militar, que aconteceu na sexta-feira no município de Hizan, situado ao norte e pertencente à província de Bitlis.

Desde posições na floresta, os guerrilheiros abriram fogo com armas automáticas e lança-granadas contra os veículos blindados militares, e no tiroteio um sargento morreu.

Mais de 600 membros das forças de segurança turca morreram em atentado e ataques do PKK desde o fracasso do processo de paz com o governo e a ruptura do cessar-fogo em julho de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos