Chanceler venezuelana agradece respaldo do Senado do Brasil sobre Mercosul

Caracas, 7 ago (EFE).- A ministra das Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, agradeceu neste domingo o respaldo dado pela comissão econômica do Senado do Brasil sobre a legitimidade do exercício da presidência do bloco de integração Mercosul que o país diz exercer apesar das diferenças com seus parceiros.

"Agradecemos a Comissão de Assuntos Econ do Senado do Brasil pelo comunicado sobre a legalidade da PPT (presidência pró témpore) venezuelana do Mercosul", escreveu a chanceler em mensagem no Twitter para se referir a um comunicado da Comissão de Assuntos Econômicos (CAI).

No documento ao qual Rodríguez faz referência, divulgado também pelo escritório das Relações Exteriores venezuelano, a CAI "manifesta seu desacordo com a postura do governo interino do Brasil, que decidiu não reconhecer a presidência pró témpore da Venezuela em Mercosul".

As diferenças entre Venezuela e os três de seus quatro parceiros no Mercosul começaram em 29 de julho quando o Uruguai anunciou que finalizava seu mandato do bloco e considerou que não havia "nenhum impedimento jurídico" para que a Venezuela assumisse, apesar sa opinião do resto de membros do bloco.

Argentina, Brasil, e Paraguai se mostraram contra a transferência à Venezuela, ao considerar que não reúne as condições políticas e econômicas para desempenhar o cargo.

A ministra venezuelana disse na sexta-feira que não permitirá que a Argentina, Brasil e Paraguai, países aos quais se referiu como "a tríplice aliança", "tomem por assalto" a presidência pró témpore do Mercosul e afirmou que será exercida plenamente por Caracas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos