Papa tacha de "inaceitável" a guerra na Síria durante Ângelus

Cidade do Vaticano, 7 ago (EFE).- O papa tachou neste domingo de "inaceitável" que pessoas desarmadas, "também muitas crianças", paguem o preço da guerra na Síria, e lamentou a "falta de vontade de paz" dos países com peso internacional.

"Infelizmente desde a Síria continuam chegando notícias de vítimas civis pela guerra, em particular em Aleppo. É inaceitável que tantas pessoas desarmadas, também muitas crianças, tenham que pagar o preço do conflito", denunciou após o Ângelus.

Francisco lamentou que seja preciso pagar "o preço da falta da vontade de paz dos potentes".

O pontífice expressou sua proximidade "com os irmãos e irmãs sírios", e pediu que as pessoas rezem e sejam solidárias com eles, a que encomendou "a materna proteção da virgem Maria".

Depois, Francisco convidou a orar em silêncio as centenas de fiéis que assistiram ao Ângelus desde a Praça de São Pedro e posteriormente rezou em voz alta um Ave Maria.

A guerra na Síria, que começou em 2011, se centra agora em Aleppo, depois que os rebeldes conseguiram romper ontem o cerco imposto pelas forças governamentais aos bairros orientais, em mãos da oposição.

A cidade é disputada pelas forças de Damasco e os rebeldes desde o verão de 2012, quando os insurgentes conquistaram amplas áreas da urbe, a segunda da Síria e uma das mais castigadas pelo conflito. EFE

gsm/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos