Inundações em Mianmar afetam pelo menos 350 mil pessoas

Bangcoc, 9 ago (EFE).- Pelo menos 350 mil pessoas foram afetadas pelas inundações no centro e no sul de Mianmar, que alagaram 500 colégios, fechados indefinidamente, informaram nesta terça-feira os meios de comunicação locais.

As autoridades administram 187 centros para deslocados que atendem cerca de 38 mil birmaneses, de acordo com fontes oficiais citadas pelo meio "Irrwaddy".

Entre as zonas mais castigadas pelas copiosas precipitações desde o começo de agosto estão os distritos de Hinthada, Maubin e Pathein, perto do delta do rio Irrawaddy.

O presidente de Mianmar, Htin Kyaw, visitou no domingo os afetados na região de Magway (centro do país).

"Peço perdão aos afetados, peço perdão por não ter vindo antes (...) Me reconforta saber que o nível de água vai baixar. Estamos fazendo tudo o que podemos por atender os necessitados", disse o líder, segundo o meio "Elevem".

A estação chuvosa em Mianmar, determinada pela monção do sudoeste, começa entre maio e junho e se prolonga até outubro.

As maiores precipitações, que deixam a cada ano dezenas de milhares de afetados, são registradas entre julho e setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos