Rússia e Turquia tentarão aproximar suas posições sobre a Síria

Moscou, 9 ago (EFE).- Os presidentes de Rússia, Vladimir Putin, e Turquia, Recep Tayyip Erdogan, manterão uma reunião extraordinária nesta terça-feira para tentar aproximar suas posições sobre o conflito na Síria, o assunto que mais causa divisões entre os governos em Moscou e Ancara.

"Todos sabem que nossas posições nem sempre coincidiram no assunto sírio. Decidimos nos reunir depois com nossos ministros das Relações Exteriores e representantes dos serviços de inteligência. Trocaremos informações e buscaremos soluções", disse Putin em entrevista coletiva conjunta com Erdogan.

Após mais de quatro horas de reunião no Palácio de Constantino, em São Petersburgo, os dois líderes concordaram em discutir sobre a questão síria em um encontro extraordinário, que deve começar após a entrevista coletiva com a imprensa.

"Acredito que o consenso é possível. Mas porque temos o objetivo comum de resolver o conflito sírio. Sobre essa base, buscaremos soluções comuns aceitáveis para todos", destacou Putin.

A Turquia, ao lado de Arábia Saudita e vários países ocidentais, é um dos opositores mais ferrenhos do presidente sírio Bashar al Assad e considera que sua renúncia é inegociável para avançar rumo à transição política no país árabe.

O Kremlin, com Putin à frente, se nega a exigir a renúncia de seu aliado e sustenta que seu futuro deve ser decidido através de eleições.

"Nós na Rússia já falamos sobre as reformas políticas (na Síria). Mas acreditamos que as reformas só podem ser alcançadas por meios democráticos. Essa é nossa postura irrenunciável", disse hoje Putin, em aparente alusão de que o destino de Assad deverá ser decidido pelo povo sírio.

A intervenção militar de Moscou no conflito sírio - que salvou o regime de Assad e permitiu que ele recuperasse terreno na luta contra a oposição armada - foi recebida com duras críticas pela Turquia, que não hesitou em derrubar um avião de combate russo que supostamente tinha invadido o espaço aéreo turco.

O incidente deixou as relações entre os dois países praticamente congeladas até pouco mais de um mês, quando Erdogan pediu perdão pelo derrubada da aeronave russa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos