Incêndio em hospital de Bagdá mata pelo menos 11 bebês prematuros

Bagdá, 10 ago (EFE).- Pelo menos 11 bebês, que tinham nascido prematuramente e se encontravam em incubadoras, morreram nesta quarta-feira por causa de um incêndio em um hospital do oeste de Bagdá, segundo informou o Ministério da Saúde do Iraque.

O porta-voz do ministério, Ahmed al-Rudaini, explicou em entrevista para os jornalistas, que foram regatados do Hospital Al Yarmuk 29 mulheres e sete crianças.

Segundo explicou à Agência Efe uma fonte policial, teria subido para para 20 número de bebês mortos, e que a fumaça se propagou pelo centro e chegou até a sala de incubadoras da área de maternidade.

Os primeiros relatórios apontam que o incêndio, que provocou grandes danos ao local, aconteceu por conta de um curto-circuito no saguão do hospital.

No entanto, as autoridades formaram uma comissão para investigar as causas do incêndio e esclarecer se foi acidental ou não.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos