Cruz Vermelha recupera mais de 100 imigrantes do Mediterrâneo em uma só noite

Genebra, 11 ago (EFE).- Mais de cem imigrantes foram resgatados durante a noite passada de embarcações frágeis e abarrotadas de pessoas que estavam à deriva no Mediterrâneo, informou nesta quinta-feira a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV).

O resgate foi realizado na embarcação com a qual a Cruz Vermelha Italiana realiza sua própria operação para salvar as vidas dos que embarcam no norte da Líbia e zarpam através do Mediterrâneo central em direção à Itália.

Um total de 121 mulheres, crianças e homens estão a salvo no barco, peça central da operação de resgate, disse a fonte.

Com os imigrantes resgatados esta madrugada no Mediterrâneo sobe para 448 o número de salvos nos quatro dias transcorridos desde que começou esta operação humanitária, realizada com o financiamento da FICV e da organização caridosa Migrant Offshore Aid Station.

O Mediterrâneo central se transformou na rota migratória mais perigosa do mundo e na qual morreram desde que começou o ano mais de 2.600 pessoas.

No plano de salvamento da Cruz Vermelha participam pessoal e voluntários que prestam primeiros socorros, assim como alimentos, roupa seca, cobertores e artigos de higiene pessoal aos imigrantes, a maioria dos quais provenientes de países africanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos