Popularidade de Erdogan dispara após tentativa fracassada de golpe militar

Istambul, 11 ago (EFE).- A popularidade do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, alcançou em julho a porcentagem de 67,6%, a maior nos últimos quatro anos e 20 pontos a mais que antes da tentativa fracassada de golpe de Estado, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira pelo jornal "Habertürk".

A pesquisa, realizada pela empresa Metropoll duas semanas depois do fracassado golpe militar de 15 de julho, mostra um chamativo aumento de aprovação, a partir do 47% registrado em junho.

A popularidade de Erdogan está a apenas três pontos do 71% alcançado em dezembro de 2011, quando Erdogan era ainda primeiro-ministro, e é muito superior ao nível de aceitação alcançado desde então, que oscilava entre 37% e 49%.

Se aproximadamente 50% da população desaprovava a gestão de Erdogan nos últimos quatro anos, esse número caiu agora para 27%.

O segundo líder político melhor avaliado é o primeiro-ministro, Binali Yildirim, com 58%, e o terceiro é o ultranacionalista Devlet Bahçeli, com 40%, enquanto o chefe da oposição social-democrata, Kemal Kiliçdaroglu, aparece com 26% e o esquerdista Selahattin Demirtas não supera 15%.

Desde o fracassado golpe, 76.000 funcionários e professores do ensino privado foram afastados de seus postos como forma de "limpar" a Administração de simpatizantes da confraria de Fethullah Gülen, a qual Ancara acusa de ter instigado o golpe.

Cerca de 21.000 pessoas estão detidas neste momento para terem investigadas suas relações com Gülen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos