Gays marroquinos surpreendidos em parque público serão julgados

Rabat, 12 ago (EFE).- Dois jovens marroquinos estão detidos e serão julgados em Fez, no centro do país, após serem surpreendidos "em flagrante crime" em um jardim público na cidade, informaram nesta sexta-feira à Agência Efe fontes associativas locais.

Os dois homens, um deles de 23 anos, foram detidos recentemente durante uma batida noturna de dois policiais em um jardim público, e a Promotoria ordenou a detenção de ambos até o processo.

As mesmas fontes acrescentaram que os dois homens serão julgados perante o Tribunal de Primeira Instância de Fez em uma audiência em setembro, sem poder precisar a data.

Segundo o site "hespress", sobre os dois jovens pesa além disso a agravante de "embriaguez pública".

No Marrocos, a homossexualidade é expressamente castigada com até três anos de prisão pelo Código Penal em seu artigo 489, que persegue a "comissão de atos contra natureza com indivíduos do mesmo sexo".

Apesar de várias ONGs nacionais e internacionais chamarem isso de descriminalização, a homossexualidade sofre uma grande reprovação social.

O governo, liderado pelo islamita Partido Justiça e Desenvolvimento (PJD), excluiu da atual reforma do Código Penal os artigos mais polêmicos que têm a ver com as liberdades individuais e sexuais, como os que castigam a homossexualidade, o adultério e as relações extramatrimoniais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos