Suposto fundador do cartel Los Zetas é preso no norte do México

Cidade do México, 12 ago (EFE).- A Polícia Federal do México anunciou nesta sexta-feira a detenção de Luis Reyes Enríquez, suposto fundador e líder do cartel Los Zetas, após uma operação no município de San Pedro Garza García, no estado de Nuevo León.

A detenção foi possível graças à "localização de um sujeito assinalado como fundador e líder de um grupo delitivo, e que é considerado como gerador de violência e responsável pelo tráfico de drogas nos estados de Nuevo León e Tamaulipas", informou o titular da Divisão Antidrogas da Polícia Federal, Juan Carlos Silva.

Em mensagem a veículos de comunicação, Silva afirmou que os relatórios de inteligência assinalam que este sujeito formou um grupo delitivo que alcançou presença em localidades de Nuevo León, San Luis Potosí, Tamaulipas, Puebla, Hidalgo, Veracruz, Estado do México e Cidade do México.

A operação foi realizada pela Polícia Federal e a Secretaria da Marinha do México (Semar) e aconteceu em San Pedro Garza García, uma das localidades mais ricas do país, sem realizar um só disparo e a fim de cumprir uma ordem de apreensão.

O ex-militar Luis Reyes Enríquez, também conhecido como Carlos Enrique Velásquez e pelos codinomes "El Rex" e "Z-12", foi detido em junho de 2007 pelo exército mexicano no estado de Hidalgo, quando se encontrava em uma festa familiar.

"Nesse momento o Ministério Público Federal obteve elementos necessários para consigná-lo perante um juiz federal por sua provável responsabilidade e participação em crimes", explicou Silva.

No entanto, em 15 de abril do 2015 foi posto em liberdade depois de obter uma sentença de absolvição a seu favor.

O Ministério Público da Federação interpôs um recurso de apelação e, no mês de agosto de 2015, o Tribunal de Circuito ordenou a revogação da sentença de absolvição e a nova detenção de Enríquez, explicou Silva.

"Cabe destacar que este sujeito, pelos crimes pelos quais é acusado, deverá cumprir uma pena de 47 anos e seis meses de prisão e 13.050 dias de multa", destacou Silva.

O cartel Los Zetas, um grupo integrado por desertores do exército em 1999, surgiu como braço armado do Cartel do Golfo, mas em 2010 se separaram e desde então protagonizaram os episódios de violência mais sangrentos do México.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos