Ataque aéreo contra escola mata 7 crianças e deixa 21 feridas no Iêmen

Sana, 13 ago (EFE).- Um ataque aéreo matou pelo menos sete crianças e causou ferimentos em outras 21 na manhã deste sábado em uma escola religiosa na província de Saada, no norte do Iêmen, segundo um comunicado de imprensa enviado à Agência Efe pelo Comitê Espanhol do Unicef.

As crianças que morreram como consequência do ataque, que tinham idades compreendidas entre 6 e 14 anos, estavam estudando em uma escola no povoado de Juma'a Bin Fadil, no distrito de Haydan.

Segundo o comunicado do Comitê Espanhol do Unicef, os corpos das crianças ainda estavam sendo retirados dos escombros e não foi descartado um aumento no número de vítimas.

As crianças que sobreviveram ao ataque estão sendo tratadas em um hospital de Saada, a capital da província homônima.

Com a escalada da violência em todo o país na última semana, o número de crianças mortas e feridas por ataques aéreos, combates nas ruas e minas terrestres aumentou consideravelmente, informou o Unicef na nota.

O documento detalhou que o Unicef fez um pedido a todas as partes no conflito no Iêmen para que respeitem e cumpram com suas obrigações em virtude do Direito Internacional.

Isso inclui a obrigação de limitar os ataques a alvos militares e combatentes, e evitar o dano a pessoas e infraestruturas civis, acrescentou a organização no comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos