Coreia do Norte abre museu sobre a "história da agressão" do Japão e dos EUA

Tóquio, 13 ago (EFE).- A Coreia do Norte inaugurou um novo museu destinado a mostrar a seus moradores a "história da agressão" contra o país por parte do Japão e dos Estados Unidos, conforme informou neste sábado a agência japonesa "Kyodo".

A Casa Nacional da Educação de Classes (National House of Class Education) exibe 1.700 fotografias e objetos históricos que refletem a "natureza agressiva" do Japão e dos Estados Unidos durante a ocupação japonesa no país vizinho (1910-1945) e na Guerra da Coreia (1950-1953). O complexo tem três edifícios com 4 mil metros quadrados de superfície e é o primeiro que o governo norte coreano dedica exclusivamente a "a educação anti-japonesa", de acordo com o diretor do museu, Kim Hyong Chol.

Segundo ele, o objetivo é ilustrar aos jovens norte-coreanos sobre o que representou a ocupação do Japão e o posterior conflito bélico que terminou com a cisão da Península de Coreia.

"Se esquecermos, a história destas agressões poderia se repetir. Por isso precisamos mostrar o que aconteceu às novas gerações", afirmou o diretor, que acrescentou que desde a abertura o museu já atraiu um grande número de visitantes.

O espaço foi inaugurado ao público no final de junho, mas mostrado agora pela primeira vez à agência japonesa a dois dias do final da Segunda Guerra Mundial completar 71 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos