Nove pessoas veiculadas com o Estado Islâmico são presas na Malásia

Bangcoc, 13 ago (EFE).- As forças de segurança da Malásia prenderam nove pessoas, entre elas três estrangeiros, vinculadas com o Estado Islâmico (EI) e alguns dos quais tinham planos para fazem um atentado no país, informam neste sábado a imprensa local.

As prisões foram realizadas durante várias operações detenções se praticaram durante várias operações antiterroristas ocorridas entre o dia 20 de julho a 9 de agosto, de acordo com o diretor da Polícia da Malásia, Khalid Abu Bakar, citado pelo jornal "New Straits Times".

Do grupo, os malaios Jasanizam Rosni e Saifuddin Muji, presos no dia 9 de agosto, estavam sendo procurados por conta de uma granada lançada contra um estabelecimento na região de Kuala Lumpur, no dia 28 de julho, ferindo oito pessoas.

O malaio Muhammad Wanndy bin Mohamed Jedi, um membro do EI envolvido no recrutamento de militantes e que viajou para a Síria com sua esposa em 2014, ordenando o ataque contra o citado local.

O mais jovem dos detidos, de 17 anos de idade, tinha a missão de realizar um atentado que matasse infiéis em Sandakan, a segunda cidade em importância do estado de Sabah, situado no norte da ilha de Bornéu, detalhou Khalid.

Os três estrangeiros, dos quais o chefe de polícia não revelou a nacionalidade, foram detidos no dia 2 de agosto em Kuala Lumpur, onde tinham chegado na busca de documentos de viagem falsos antes de seguir para o Oriente Médio com o objetivo de realizar os ataques. EFE

zm/phg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos