Após abertura, mais de 80 mil cruzam fronteira entre Colômbia e Venezuela

Cúcuta (Colômbia), 14 ago (EFE).- Mais de 90 mil pessoas se mobilizaram no primeiro dia de abertura gradual da fronteira entre Colômbia e Venezuela, que começou ontem e que ficou fechada por quase um ano por decisão do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de acordo com o Migração Colômbia.

Conforme os dados divulgados pelo organismo neste domingo oficial, pelas diferentes passagens habilitadas no Norte de Santander se movimentaram 84 mil pessoas. O relatório detalha que entre Puerto Carreño, no departamento colombiano do Vichada, e Puerto Páez, Venezuela, cruzaram 417 pessoas.

Enquanto isso, pela Puente José Antonio Páez, entre o departamento de Arauca e o estado de Apresse, passaram 5 mil moradores dessa parte da fronteira. Já por Paraguachón, que liga La Guajira à Zulia, 1.400 pessoas transitaram.

A reabertura "ordenada, controlada e gradual" da fronteira foi acertada em reunião entre os presidentes da Colômbia, Juan Manuel Santos, e da Venezuela, Nicolás Maduro, realizada na semana passada em Puerto Ordaz.

Em 19 de agosto do ano passado, Maduro ordenou o fechamento da fronteira que liga San Antonio del Táchira à cidade colombiana de Cúcuta, uma das mais ativas do continente, para combater supostos traficantes de drogas que operam na região e o contrabando, especialmente de gasolina. Posteriormente, fechou as demais passagens ao longo dos 2.219 quilômetros de fronteira comum.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos