Hillary Clinton mobiliza "sonhadores" para que latinos votem em novembro

Washington, 14 ago (EFE).- A campanha da candidata do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, lançou neste domingo um programa para mobilizar os jovens imigrantes ilegais, conhecidos como "sonhadores", para que incentivem a comunidade latina a votar em novembro e combatam os "perigosos" planos de seu rival republicano, o magnata Donald Trump.

O lançamento plano, chamado "Meu Sonho, Seu Voto", coincide com o aniversário da abertura de solicitações para o programa de Ação Diferida para os Chegados durante a Infância (Daca, sigla em inglês), que completa quatro anos nesta segunda-feira, explicou a campanha da ex-secretária de Estado em comunicado.

O programa Daca, anunciado pelo presidente Barack Obama em 2012, evitou desde então a deportação de mais de 730 mil jovens conhecidos como "sonhadores" ("dreamers", em inglês), que chegaram ao país quando eram crianças e se comprometeram a estudar na universidade ou com o alistamento militar.

"Meu Sonho, Seu Voto" será um programa nacional de registro de eleitores que "organizará os 'sonhadores' para que mobilizem suas comunidades e peçam aos eleitores que considerem o que está em jogo para suas famílias em novembro", explicou a campanha de Hillary em comunicado.

"Pode ser que (nós 'sonhadores') não tenhamos o direito de votar, mas (o programa) 'Meu Sonho, Seu Voto' ajudará a garantir que nossas histórias sejam conhecidas e enviará um claro sinal para Donald Trump de que não será possível nos silenciar", disse no comunicado Astrid Silva, uma "sonhadora" e ativista do estado de Nevada que apoia a candidata democrata.

Além de registrar eleitores, o programa pretende destacar para os mesmos "que os planos de Trump são perigosos e estão cheios de ódio, ao ressaltar sua promessa de eliminar o Daca e deportar milhões de 'sonhadores' e de famílias de imigrantes", diz o comunicado.

A campanha de Hillary vai promover o programa em vários eventos esta semana em estados como Flórida, Nevada e Carolina do Norte.

"Os 'sonhadores' desempenharam um papel crucial nesta campanha, agindo em defesa das famílias que vivem constantemente sob o medo da deportação, portanto, criamos um programa que procura transformar essas histórias em ação", explicou no comunicado Lorella Praeli, a diretora nacional de voto latino da campanha de Hillary.

"Fundamos este programa sob a premissa de que, um a um, através de amigos, familiares, companheiros de trabalho e de sala de aula, o futuro dos 'sonhadores' será levado em conta no dia das eleições", acrescentou Lorella, que é uma "sonhadora" nascida no Peru que chegou aos Estados Unidos junto com sua família quando tinha 10 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos