Abe faz oferenda ao polêmico santuário em aniversário do fim da 2ª Guerra

Tóquio, 15 ago (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, fez nesta segunda-feira uma oferenda ao polêmico santuário de Yasukuni, em Tóquio, vinculado ao passado militarista do país, no dia em que se lembra o 71º aniversário do final da Segunda Guerra Mundial.

Abe enviou uma árvore ao santuário xintoísta por ocasião da comemoração, o que parece destinado a evitar atritos com os países vizinhos e indica que o primeiro-ministro do Japão voltará a se abster de visitar as instalações nesta ocasião.

A última vez que foi a Yasukuni, em dezembro de 2013, Abe levantou a ira de Seul e Pequim, e inclusive Washington, aliado principal de Tóquio, recomendou evitar episódios similares no futuro para não aumentar as tensões diplomáticas na região.

Por enquanto, o vice-porta-voz do governo japonês, Koichi Hagiuda foi o único membro do Executivo a visitar nesta data histórica o santuário, cujo simbolismo é criticado por países como Coreia do Sul e China, que sofreram com o colonialismo japonês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos