Mais de 50 combatentes rebeldes e do regime morrem em confrontos em Aleppo

Cairo, 15 ago (EFE).- Pelo menos 35 rebeldes e 17 soldados das forças do regime morreram nas últimas horas em combates no sudoeste da cidade de Aleppo, palco de avanços e retrocessos militares, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As facções opositoras fizeram ontem uma operação para garantir a segurança do corredor aberto na parte sul de Aleppo, conseguindo avanços em algumas posições estratégicas como a fábrica de cimento, mas as tropas governamentais conseguiram finalmente recuperar o controle desses pontos.

A operação da oposição tem como objetivo a linha que liga as periferias do bairro de Yamiyet al Zahraa, no oeste de Aleppo, e a fábrica de cimento, localizada no caminho de Al Ramusa, no sudoeste da cidade.

No caso de os rebeldes controlarem tal região, reforçariam sua presença e fariam "um avanço estratégico", segundo estima a ONG.

A abertura do corredor permitiu aos rebeldes romper o cerco nos bairros do leste sob seu controle, e ao mesmo tempo cortou para as autoridades sua via de provisões aos distritos ocidentais, o que demonstra a importância estratégica da área.

Os combates também causaram ferimentos em dezenas de membros de ambos os grupos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos