Danilo Medina assume 2º mandato presidencial na República Dominicana

Santo Domingo, 16 ago (EFE).- O presidente da República Dominicana, Danilo Medina, prestou juramento nesta terça-feira diante do Congresso Nacional para assumir seu segundo mandato, que vai até 2020, como chefe de Estado.

Em cerimônia que contou com a presença de sete presidentes latino-americanos e do rei Juan Carlos da Espanha, o economista de 64 anos assumiu o cargo ao lado de sua vice-presidente Margarita Cedeño, que também ocupou esse posto no primeiro mandato.

"Juro perante Deus e perante o povo, pela Pátria e pela minha honra, cumprir e fazer cumprir a Constituição e as leis da República, proteger e defender sua independência, respeitar os direitos e as liberdades dos cidadãos e cidadãs e cumprir fielmente com os deveres do meu cargo", disse o líder antes de receber a faixa presidencial.

Medina, quem não poderá concorrer a um terceiro mandato por impedimento constitucional, foi juramentado pelo presidente do Senado, Reinaldo Pared Pérez.

Após sua posse, o governante fará um discurso antes de iniciar uma agenda que inclui a tomada de juramento dos ministros de seu Gabinete, uma cerimônia na Catedral de Santo Domingo e um desfile militar na capital.

Membro do Partido da Libertação Dominicana (PLD), Medina venceu as eleições de 15 de maio deste ano ao superar o economista Luis Abinader, do Partido Revolucionário Moderno (PRM), com 61,76% dos votos.

Os deputados do PRM, principal partido de oposição, e do minoritário Partido Reformista Social Cristão (PRSC), não estiveram na cerimônia de posse alegando que foram cometidas irregularidades no pleito que garantiu o segundo mandato à Medina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos