Hollande pede a Poroshenko e Merkel que evitem escalada de tensão na Ucrânia

Paris, 16 ago (EFE).- O presidente da França, François Hollande, ressaltou nesta terça-feira, em uma conversa por telefone com a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, que é preciso evitar qualquer escalada no conflito no leste da Ucrânia, que tornaria uma solução mais difícil.

Segundo afirmou o Palácio Eliseu em comunicado, Hollande reiterou a seus interlocutores nesse diálogo - por iniciativa de Poroshenko - sua disponibilidade para uma nova cúpula no chamado "formato de Normandia" (com os máximos líderes de Ucrânia, Rússia, França e Alemanha), assim como a posição francesa.

Essa posição significa que não se reconhece nem se reconhecerá a "anexação ilegal" da Crimeia pela Rússia, mas também que é preciso continuar com as discussões no marco desse "formato de Normandia" para "conseguir uma regulação pacífica da situação no leste da Ucrânia".

Isso teria que implicar "o restabelecimento da segurança, a iniciada de um cessar-fogo durável e a organização de eleições no marco da legislação ucraniana e o respeito dos direitos internacionais".

A esse respeito, o Eliseu reforçou que "o conjunto dos acordos de Minsk" devem ser aplicados sem demora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos