Putin agradece mediação do Cazaquistão para restabelecer relações com Turquia

Moscou, 16 ago (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, agradeceu nesta terça-feira ao chefe de Estado do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, sua mediação para restabelecer as relações entre Rússia e Turquia, que ficaram prejudicadas após a derrubada em novembro de 2014 de um bombardeiro russo pela força aérea turca.

"Quero agradecer-lhe seus esforços na missão de mediação. Como vimos, terminou com sucesso", disse Putin no início da cúpula com Nazarbayev no balneário russo de Sochi, às margens do Mar Negro.

O líder cazaque destacou que a crise nas relações russo-turcas tinha consequências para o Cazaquistão, um aliado de primeira ordem para Moscou que também tem ótima relação com a Turquia.

"Estávamos ao lado da Rússia naquele conflito, mas se houve minha ajuda, acredito que isso foi bom", respondeu Nazarbayev.

Os esforços de mediação do líder cazaque também se estendem à Ucrânia, outra ex-república soviética, que passa pelo pior momento histórico em suas relações com a Rússia após a anexação da Crimeia por Moscou e o levante pró-russo em suas regiões orientais, que tem o apoio do Kremlin.

Nazarbayev explicou a seu colega russo que o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, "parece estar trabalhando para atingir compromissos" com Moscou e com os rebeldes pró-Rússia, mas ele ainda precisa do respaldo do parlamento da Ucrânia.

"Poroshenko me disse que não tem maioria na Rada para aprovar o status especial (de autogoverno) para o Donbas (leste da Ucrânia)", afirmou Nazarbayev em alusão a um dos compromissos políticos assumidos por Kiev nos acordos de paz assinados em Minsk em fevereiro de 2014.

Em sua quarta reunião do ano, Putin e Nazarbayev falaram da atualidade regional, da integração eurasiática que os dois países lideram e também sobre o comércio entre ambos, que sofreu grande retrocesso nos últimos meses.

"Temos uma redução notável se calcularmos em termos de divisas. No entanto, em termos absolutos é de apenas 7%, que é algo que podemos resolver graças aos mecanismos de cooperação com os quais contamos e que funcionam de forma efetiva", ressaltou o presidente russo.

Putin lembrou que os investimentos russos no país centro-asiático chegam a US$ 9 bilhões, enquanto o Cazaquistão investe na Rússia outros US$ 3 bilhões.

"Contamos com uma série de grandes projetos, não só em energia, mas também na indústria. Refiro-me, sobretudo, à indústria de maquinaria, na qual nossas empresas trabalham ativamente no mercado cazaque. Também está prevista a construção de outra fábrica para produzir helicópteros", acrescentou Putin.

Nazarbayev destacou que após realizar quatro reuniões com Putin, os dois líderes se encontrarão ainda outras cinco vezes este ano, incluída a cúpula do G20 que será realizada na China no primeiro fim de semana de setembro e na qual o presidente cazaque estará presente como convidado.

"Teremos uma reunião muito importante em 4 de outubro. Conforme estabelecemos, realizaremos um grande fórum de negócios russo-cazaque", disse Nazarbayev.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos