Imagem de criança ferida chama atenção sobre drama de Aleppo

Cairo, 18 ago (EFE).- A foto de um menino de 5 anos chamado Omran, que ficou ferido nos bombardeios à cidade síria de Aleppo, deixou evidente nesta quinta-feira o drama vivido pelos civis por conta do devastador conflito no país árabe.

Com o rosto coberto de sangue e pó, o menor aparece sentado em uma ambulância após ser resgatado ontem à noite de uma casa bombardeada no bairro de Al Qatergui.

A imagem é um radiografia de um vídeo publicado na internet pelos ativistas do Centro de Informação de Aleppo, que já tem mais de 81 mil visualizações.

O vídeo mostra um dos membros da Defesa Civil saindo de entre os escombros da casa com Omran nos braços, entre os gritos frequentadores de "Alá é grande" e "já haram" (que pecado, em alusão ao bombardeio).

A criança, com calças e camiseta curta, está sentada no assento laranja da ambulância, e olha desconcertada a seu ao redor.

Depois, toca em uma parte ferida do rosto e observa com surpresa sua mão, que depois esfregar contra o assento para limpar o sangue.

Na ambulância estão também uma menina e um homem, resgatados dos mesmos imóveis em Al Qatergui.

As zonas orientais de Aleppo, em mãos da oposição, são alvo de bombardeios diários da aviação do regime sírio e da Rússia, no marco da luta pelo controle da segunda cidade do país.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, o bairro de Al Qatergui foi também hoje bombardeado por helicópteros que lançaram barris de explosivos.

Pelo menos quatro pessoas morreram nos ataques aéreos contra Al Qatergui e outros dois bairros vizinhos.

A cidade de Aleppo é disputada pelas forças de Damasco e os rebeldes desde o verão de 2012, quando os insurgentes conquistaram amplas áreas da urbe, uma das mais castigadas pelo conflito que se iniciou em março de 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos