Polícia da Tailândia prende 15 suspeitos de atentados da semana passada

Bangcoc, 18 ago (EFE).- As autoridades da Tailândia prenderam 15 pessoas que teriam envolvimento nos atentados com bomba na semana passada em vários pontos turísticos do sul do país, informaram nesta quinta-feira as fontes oficiais.

Os suspeitos estão em uma base militar de Bangcoc, segundo disse à Agência Efe por telefone o coronel Burin Tongprapai, representante da junta militar no poder.

As autoridades tailandesas recolheram provas para pedir ao tribunal militar a emissão de 17 ordens de prisão que, além dos 15 de hoje, incluem outros dois suspeitos que foram detidos e mas foram libertados posteriormente, completou.

A confirmação das prisões ocorreram depois que as autoridades divulgassem imagens de câmeras de segurança onde aparecem três suspeitos colocando um pacote no lugar onde explodiu uma das bombas.

Quatro pessoas morreram e outras 35 ficaram feridas, entre eles dez estrangeiros, ao explodir uma dúzia de explosivos entre os dias 11 e 12 deste mês em seis cidades distintas, incluindo alguns dos principais destinos turísticos do país.

Ninguém assumiu esta ação que as autoridades atribuem a motivações políticas sem identificar qual, há provas de procedimento que apontam ao movimento separatista que atua na região de maioria malaia e muçulmana no extremo sul do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos