EUA estão "preocupados" pelo tratamento recebido pela ONG de McCain na Rússia

Washington, 18 ago (EFE).- O Departamento de Estado dos Estados Unidos se mostrou nesta quinta-feira "profundamente preocupado" com a decisão da Rússia de declarar como "indesejáveis" duas ONG, uma delas dirigida pelo senador republicano John McCain, conhecido por suas críticas ao Kremlin.

Trata-se do Instituto Internacional Republicano (IIR) e do Fundo de Investimento para o Desenvolvimento de Mídia (MDIF), organizações que, segundo o Departamento de Estado, "promovem a abertura, a transparência governamental, e a liberdade de imprensa no mundo todo".

"Princípios que a Rússia deveria absorver, não abolir", acrescentou o departamento dirigido por John Kerry.

De acordo com os promotores russos, estas ONG representam "uma ameaça para os fundamentos da ordem constitucional e a segurança do Estado russo" e pediu ao Ministério da Justiça para incluí-los na lista de "indesejáveis".

Em resposta, o Departamento de Estado pediu para a Rússia "cumprir com suas obrigações e compromissos internacionais de promover e proteger os Direitos Humanos e as liberdades fundamentais".

Da mesma forma, os EUA pediram para que a Rússia "remova as restrições ao importante trabalho das organizações da sociedade civil".

"O povo russo merece um governo transparente e responsável, a igualdade perante a lei, e a possibilidade de exercer seus direitos sem temor a represálias", apontou os americanos.

Nos últimos anos, a Rússia estreitou o cerco em torno das ONGs financiadas por capital estrangeiro, que tem como marca "agentes estrangeiros".

O IIR recebe fundos do governo e do Congresso americano, assim como de organizações e empresas privadas.

O senador McCain comparou o presidente russo, Vladimir Putin, com o falecido ditador da Líbia, Muammar Kadhafi.

Em resposta, Putin diz que o senador dos EUA perdeu a cabeça durante os cinco anos que passou em "um buraco", quando ele era um prisioneiro de guerra no Vietnã (1967-73).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos