Homem não resiste a ferimentos e número de mortos em Nice sobe para 86

Paris, 19 ago (EFE).- Um homem que foi ferido gravemente no atentado de 14 de julho em Nice, no sul da França, morreu ontem por não resistir às lesões sofridas, o que eleva para 86 o número de mortos nesse ataque jihadista, anunciou nesta sexta-feira o governo francês.

A secretária de Estado de Ajuda às Vítimas, Juliette Méadel, disse que recebeu "com muita emoção" a informação sobre a morte desse homem no Passeio dos Ingleses, de acordo com um comunicado.

A secretária ressaltou que a nova vítima "eleva para 86 o número de pessoas mortas" naquela noite de feriado nacional na França.

O atentado, cuja autoria foi reivindicada pelo Estado Islâmico, foi executado pelo tunisiano Mohammed Lahouaiej Bouhlel, que alugou um caminhão com o qual invadiu o Passeio dos Ingleses de Nice, que estava reservado aos pedestres, para atropelar centenas de pessoas que assistiam à queima de fogos de artifício em homenagem ao dia nacional.

Cinco pessoas foram indiciadas e presas na França por seu envolvimento direto ou indireto com Mohammed Lahouaiej Bouhlel, que foi abatido pela polícia durante o atentado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos