Correa diz que número de mortos em terremoto no Equador é de 673

Quito, 20 ago (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, numerou neste sábado em 673 os mortos por causa do terremoto de magnitude 7,8 graus e uma réplica posterior que assolou um setor do litoral norte do país no dia 16 de abril.

Esse número, que durante semanas se manteve em 671, foi retificado por Correa durante seu habitual relatório aos sábados de atividades por rádio e televisão.

O presidente iniciou um processo de reconstrução das zonas afetadas que, segundo Correa, ficarão em melhores condições que antes do terremoto.

"No material, ficaremos melhor que antes, embora o que não vamos poder recuperar são as 673 vidas perdidas", ressaltou Correa ao avaliar o andamento da reconstrução.

Por outro lado, o Instituto Geofísico (IG) da Escola Politécnica Nacional informou que desde o terremoto foram registradas mais de 2.400 réplicas.

Um último reporte do Instituto afirma que um total de 2.409 réplicas foram registradas desde o evento principal na região afetada, mas que apenas três desde ontem à noite e durante a madrugada, o maior de magnitude 2,9 localizado no mar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos