Japão quer usar fundos estatais para limpar áreas contaminadas de Fukushima

Tóquio, 20 ago (EFE).- O governo do Japão planeja usar fundos estatais para financiar atividades de limpeza nas áreas mais contaminadas por causa do acidente na usina nuclear de Fukushima em março de 2011.

Se trataria do primeiro plano de descontaminação governamental nas "zonas de difícil retorno", onde os altos níveis de radiação impedem que seus moradores retornem por um longo período de tempo, segundo fontes do governo citadas neste sábado pela agência japonesa "Kyodo".

A administração japonesa deve realizar trabalhos de limpeza em aproximadamente 337 quilômetros quadrados destas áreas, inclusive na cidade de Okuma, onde fica a fábrica, e algumas regiões próximas, segundo as fontes.

As tarefas incluirão a remoção de edifícios, substituição de solos e a pavimentação de estradas.

Dentro do plano, a proprietária da usina, Tokyo Electric Power (TEPCO), só teria custo com a limpeza das instalações e infraestruturas existentes.

A medida, que se destina a acelerar o processo de limpeza, pode se revelar problemática, uma vez que irá reduzir os encargos financeiros de TEPCO sobre uma das piores crises nucleares da história.

O governo japonês emitiu ordens para a saída e 11 localidades próximas da usina Fukushima Daiichi após o acidente nuclear desencadeado pelo potente terremoto e tsunami de março de 2011, o pior desde o de Chernobyl, em 1986.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos