Criador dos Backstreet Boys e 'N Sync morre em prisão da Flórida aos 62 anos

Washington, 21 ago (EFE).- O manager e criador dos maiores grupos adolescentes de sucesso na década de 90, como Backstreet Boys e 'N Sync, Lou Pearlman, morreu em uma prisão da Flórida onde cumpria pena por uma multimilionária fraude, confirmou neste domingo o Escritório Federal de Prisões.

Pearlman morreu na sexta-feira aos 62 anos, embora as causas ainda sejam desconhecidas.

O criador destes populares grupos musicais tinha sido condenado em 2008 a 25 anos de prisão por uma fraude de entre US$ 200 e 300 milhões a dezenas de investidores.

Em 1993, juntou cinco cantores desconhecidos da área de Orlando para formar o Backstreet Boys, que vendeu mais de 130 milhões de discos e se transformou em um fenômeno global.

Posteriormente, em 1995 replicou o mesmo modelo com a criação do 'N Sync, banda que lançou ao estrelato Justin Timbarlake quando ainda era um adolescente, e que vendeu mais de 55 milhões de álbuns.

Mais adiante, administrou as corridas de outros grupos como LFO, Take 5, Natural e O-Town, e o grupo de meninas Innosense, que contou em seu início com Britney Spears.

Todos eles em seu selo fonográfico Trans Continental Records.

Em 2007, Pearlman foi detido em Bali (Indonésia) e condenado em 2008 a 25 anos de prisão por lavagem de dinheiro e fraude, entre outras acusações.

"Emoções mistas atualmente. Descanse em Paz Lou Pearlman", indicou Chris Kirkpatrick, componente do 'N Sync, em sua conta no Twitter.

Além disso, seu companheiro na banda Lance Bass afirmou: "pode ser que Lou não tenha sido um empresário exemplar, mas não estaria fazendo o que amo hoje sem sua influência. Descanse em Paz".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos