Grupo anti-muçulmano simula atentado e causa pânico no centro de Praga

Praga, 21 ago (EFE).- Um grupo anti-muçulmano tcheco causou pânico entre os turistas em Praga neste domingo ao imitar um atentado islamita, incluindo armas falsas e gritos de "Allahu Akbar" ("Deus é grande"), informou a agência de notícias "CTK".

O responsável pelo evento, o populista direitista Martin Konvicka, chegou ao local, no centro de Praga, vestido de beduíno, sobre um camelo, seguido por vários veículos 4x4 com homens vestidos de guerreiros do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

O ativista disse que se tratou de "uma paródia" e de um "teatro absurdo" sobre como seria uma tomada de poder por parte do grupo terrorista.

Antes que pudesse produzir-se um pânico maior entre os transeuntes, em sua maioria turistas, a polícia tcheca conseguiu paralisar o macabro evento.

A polícia tcheca estuda agora denunciar e processar os responsáveis pelo crime de divulgação de rumores falsos e preocupantes, o que pode ser penalizado com até cinco anos de prisão, indicou a "CTK".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos