Personalidades esportivas da Itália manifestam apoio às vítimas de terremoto

Roma, 24 ago (EFE).- Entidades esportivas e atletas da Itália manifestaram apoio nesta quarta-feira às vítimas do terremeto que atingiu a região central do país na última madrugada e que causou pelo menos 73 mortes.

O presidente do Comitê Olímpico Italiano (CONI, na sigla em italiano), Giovanni Malagò, expressou suas "mais sinceras condolências" pelos trágicos eventos de ontem a noite por meio de nota no site da entidade e pediu a todas as federações esportivas do país que respeitem um minuto de silêncio antes de todos os eventos programados até o próximo fim de semana.

A ex-tenista Flavia Pennetta, o ex-jogador do Real Madrid Fabio Cannavaro e o treinador Roberto Mancini foram outros dos representantes do esporte italiano que se solidarizaram com as vítimas do terremoto enviando mensagens de apoio.

Pennetta, que se aposentou na última temporada após conquistar o US Open, disse que está "perto das pessoas sacudidas pelo terremoto" em mensagem publicada no Twitter.

"Sem palavras para esta tragédia, estou com todas as pessoas envolvidas", foi a mensagem do ex-jogador Fabio Cannavaro, também publicada no Twitter.

Muitos clubes de futebol, de todas as categorias, expressaram seus pêsames pelas vítimas com comunicados em seus respectivos sites.

O presidente do Ascoli, equipe de uma cidade da região de Marche, que também foi atingida pelo terremoto, pediu doações de sangue à população.

"Estou triste e muito decepcionado. A sociedade tomará medidas. Quero fazer um pedido. É preciso doar sangue, é necessário para ajudar os feridos", publicou o presidente no site do clube.

Entre as equipes que enviaram mensagens de apoio esteve também o Schalke 04, da Alemanha, que publicou um tweet em italiano.

"Estamos doídos pelo que aconteceu na Itália e estamos ao lado das famílias das vítimas", escreveram os alemães.

Além disso, a Fundação Giovanni Agnelli, um organização criada em homenagem ao histórico presidente da Juventus de Turim, fará uma doação para as vítimas do tremor.

"Para dar uma ajuda imediata às pessoas que vivem nas cidades do centro da Itália sacudidas pelo terremoto de ontem à noite, a Fundação Agnelli decidiu doar 150 mil euros para as instituições que estão trabalhando nas zonas afetadas", divulgou a organização em comunicado.

O terremoto, de magnitude 6 na escala Richter, teve o epicentro a apenas quatro quilômetros de profundidade na região de Accumoli, na província de Rieti, e destruiu cidades inteiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos