Presidente da Colômbia diz esperar notícia "histórica" sobre paz nesta quarta

Bogotá, 24 ago (EFE).- O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse que espera dar uma notícia "histórica" ao país nesta quarta-feira, relacionada com a conclusão das negociações de paz em Cuba com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Os negociadores estão neste momento em Havana acertando os últimos detalhes para a paz, porque nesta quarta-feira espero dar uma notícia histórica ao país", manifestou o chefe de Estado em um evento com estudantes em Bogotá.

Enquanto apresentava o concurso "Pinte uma Colômbia em paz", organizado pelo Ministério da Educação, o presidente afirmou que a notícia é "muito importante, sobretudo para as crianças da Colômbia".

"Todos devemos estar muito contentes porque hoje é um dia muito especial", comentou o presidente, que acrescentou que o país desejado pelos estudantes é um "onde as crianças possam crescer sem medo, com esperança de futuro, onde possam estudar em bons colégios, onde possam ter bons empregos".

Segundo ele, esse país do futuro é um "onde as diferenças são respeitadas e onde podemos olhar para o mundo inteiro com orgulho e dizer que a Colômbia é um país normal, em paz, reconciliado, após tanto tempo de guerra e conflito".

O pronunciamento é o primeiro que Santos dá sobre as negociações de paz que foram concluídas na última terça-feira em Havana, depois de 44 meses de diálogo e que será anunciado oficialmente nesta quarta-feira, após ajustes de caráter técnico.

"Espero que o doutor Humberto de la Calle (chefe da delegação de paz do governo) e todos os negociadores tenham a mesma destreza para dar os últimos retoques ao compromisso, para que o acordo fique bem desenhado, bem projetado, porque está sendo feito para todas as crianças", argumentou Santos.

O anúncio do fim das negociações indica que o acordo está pronto para a assinatura, o que deve acontecer nos próximos dias, na Colômbia.

No entanto, antes da assinatura, Santos pode apresentar o texto do acordo ao Congresso Nacional para pedir a convocação de um plebiscito sobre o mesmo. Na votação, os cidadãos teriam que aprovar o pacto feito com as Farc.

O presidente revelou que no próximo dia 21 de setembro - Dia Internacional da Paz - será a vez da Colômbia discursar na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, o que considerou "uma feliz coincidência", porque poderá apresentar o acordo ao mundo.

Santos deve fazer um pronunciamento ao país nesta noite, no qual dará detalhes do acordo com as Farc, que encerra mais de meio século de conflito armado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos