Sobe para 19 número de mortos por conta de terremoto que atingiu Itália

Roma, 24 ago (EFE).- Pelo menos 19 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no terremoto de magnitude 6,0 na escala Richter que atingiu o centro da Itália na madrugada desta quarta-feira, informou a televisão pública "RAI".

Cinco das vítimas foram localizadas em Amatrice, oito em Pescara del Tronto e seis em Accumuli, acrescentou a fonte.

O terremoto de 6,0 graus aconteceu às 3h36 (hora local) perto de Accumoli, na província de Rieti, e seu epicentro se situou apenas quatro quilômetros de profundidade, segundo o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) da Itália.

Além deste terremoto, houve tremores secundários de magnitude 3,9 perto de Norcia, outra de 4,6 com epicentro de 10 quilômetros de Amatrice e outra de 5,5 graus situado a quatro quilômetros do sudeste de Norcia.

O chefe da Defesa Civil italiana, Fabrizio Curcio, não quis passar nenhum balanço sobre as vítimas, mas reconheceu que a situação "é muito séria" já que várias casas desabaram.

"Um terremoto desta magnitude e esta profundidade em nosso território ocasionam grandes danos", manifestou Curcio.

As regiões mais danificadas pelo terremoto foram Norcia, Amatrice e Accumoli, na província de Rieti, e Pescara del Tronto na província de Ascoli.

As cidades de Amatrice e Accumuli tiveram centenas de casas completamente destruídas. Seus prefeitos explicaram que a metade destas localidades "já não existem".

O prefeito de Amatrice, Sergio Pirozzi, afirmou que a "situação é dramática", mas não quis passar nenhum balanço, já que as equipes de resgate seguem escavando entre os escombros.

As equipes da Defesa Civil, Exército, Corpo Florestal e muitos moradores trabalham no socorro em Amatrice para encontrar possíveis sobreviventes.

Fontes do corpo de bombeiros afirmaram que estão encontrando dificuldades para chegar até Accumuli por conta do estado das estradas.

Os feridos do terremoto estão sendo transferidos aos hospitais próximos como o da cidade de Rieti ou Áquila, onde aconteceu o devastador terremoto em 2009, já que os centros médicos da região também ficaram destruídos.

Em hospitais de Roma já chegaram seis feridos, dois deles em estado grave.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos