Cerca de 1,2 mil pessoas passam a noite em abrigos após terremoto na Itália

Roma, 25 ago (EFE).- Um total de 1,2 mil pessoas passaram a noite em tendas e abrigos disponibilizados pelas autoridades após o terremoto de 6 graus na escala aberta de Richter que atingiu na madrugada de quarta-feira a região central da Itália, informou nesta quinta a Defesa Civil.

As autoridades disponibilizaram para os desabrigados um total de 3,4 mil camas em diversas instalações na região, segundo explicou durante entrevista coletiva em Roma, a chefe de emergências da Defesa Civil, Immacolata Postiglione.

Muitas dos desabrigados preferiram se refugiar em casas de parentes, mas também são famílias inteiras que passaram a noite em seus carros por medo de novos tremores e por não querer se afastar de seus povos, explicou Immacolata.

A Defesa Civil confirmou até agora 247 mortes e que o número continua sendo provisório já que ele pode aumentar, pois ainda há dezenas de desaparecidos.

No último balanço divulgado, a Defesa Civil afirma que há 190 mortos nas localidades afetadas na província de Rieti, enquanto são 57 na província de Ascoli.

A Defesa Civil também informou que há 294 feridos internados em diferentes hospitais, mas que outro indeterminado número de pessoas feridas foram atendidas em hospitais de campanha instalados nas zonas afetadas e, portanto, é difícil dar um número preciso.

Immacolata afirmou que os trabalhos de busca nas localidades mais afetadas, Arquata del Tronto, Pescada del Tronto, ambas na província de Ascoli, e em Amatrice e Accumoli (na província de Rieti), continuaram durante toda a noite e seguirão até "quando não puder mais localizar mais ninguém" sob os escombros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos