ONU condena últimos lançamentos de mísseis da Coreia do Norte

Washington, 26 ago (EFE).- O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou na sexta-feira por unanimidade o recente lançamento de mísseis feito pela Coreia do Norte e acordou em adotar "medidas significativas" adicionais às sanções vigentes.

O texto aprovado condena os 15 membros do Conselho de Segurança, incluído a China, principal aliado de Pyongyang.

Para subscrever o texto, os países do Conselho de Segurança realizaram uma reunião a portas fechadas onde abordaram o lançamento, feito na última na terça-feira, de um míssil balístico de um submarino norte-coreano que caiu no Mar do Japão.

Sem entrar em mais detalhes, o Conselho de Segurança concordou em "seguir acompanhando de perto a situação e adotará importantes medidas adicionais".

Em março, o Conselho de Segurança já havia adotado severas sanções contra a Coreia do Norte por conta de seus testes balísticos.

Essas sanções incluíram restrições às exportações norte-coreanas de certas matérias-primas cujos recursos o governo utiliza para financiar seu programa nuclear.

Também impuseram uma proibição sobre a venda de combustível para aviões e foguetes, vetaram a transferência ao país de equipamentos que podem ser utilizados para fins militares, além de um embargo total sobre armas leves.

Além do lançamento do míssil submarino na terça-feira, Pyongyang realizou no início do mês um teste duplo mísseis balísticos de médio alcance, um dos quais caiu na zona econômica exclusiva do Japão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos