Últimos civis e rebeldes sírios deixam a cidade de Daraya

Cairo, 27 ago (EFE).- O último grupo de civis sírios e milicianos do reduto rebelde de Daraya, situado nos arredores de Damasco, deixou a cidade neste sábado sob a supervisão da ONU e do Crescente Vermelho da Síria, após o acordo alcançado entre o regime e os grupos armados locais.

Segundo a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos, Daraya ficou totalmente vazia,depois da evacuação de pelo menos 3.200 civis e 800 rebeldes que resistiam aos contínuos ataques das forças armadas leais ao presidente sírio, Bashar al Assad.

Os últimos ônibus saíram da cidade com os civis que ainda ficavam em seu interior e que começaram a sair da cidade ontem, em direção a refúgios de localidades da periferia da capital.

Paralelamente, o último rodízio de homens armados deixou a cidade a caminho da província de Idlib, no noroeste da Síria e controlada por forças rebeldes e pela facção síria do grupo terrorista Al Qaeda.

Antes, os combatentes entregaram às forças do regime os prisioneiros que mantinham retidos e os corpos dos soldados de Assad.

Desta maneira, finaliza o acordo alcançado na quinta-feira passada entre os rebeldes e as forças do regime de Assad, que incluía a entrega do armamento pesado e médio e a possibilidade de deixar a cidade com o compromisso do governo que não tomará represálias contra eles.

Daraya esteve sitiada pelo governo desde 2012 e era bombardeada quase diariamente pelo regime desde o último mês de junho.

Sua importância estratégica reside em sua proximidade do aeroporto militar de Mezze, assim como da rodovia que une a capital síria com o Líbano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos