Por videoconferência, Justin Bieber se recusa a depor perante juiz argentino

Buenos Aires, 30 ago (EFE).- Justin Bieber se negou nesta terça-feira, através de uma videoconferência, a depor em uma causa que investiga na Argentina uma suposta ordem do cantor a seus seguranças para que batessem em um fotógrafo durante uma viagem a Buenos Aires em 2013.

Segundo informação publicada pelo jornal "Popular" e confirmada à Agência Efe por fontes ligadas ao caso, o ídolo pop se apresentou no consulado argentino em Los Angeles (Estados Unidos) para participar de uma videoconferência perante o juiz Alberto Baños, radicado em Buenos Aires e que ordenou sua declaração indagativa para hoje.

Bieber estava acompanhado por seus advogados e uma tradutora, com quem escutou as acusações do juiz e se negou a prestar depoimento.

"Processualmente é uma grande conquista conseguir a declaração indagativa. Sei que é difícil conseguir o indiciamento na causa, mas vou trabalhar. Quando todos diziam que era impossível que se indagasse Justin Bieber, a realidade é que teve que se sentar perante o Juiz" disse ao mesmo jornal Matías Morla, advogado de Diego Pesoa, o fotógrafo que denunciou ter sido agredido.

Bieber e um de seus seguranças foram denunciados por incidentes registrados em 9 de novembro de 2013 na boate Ink, no bairro de Palermo.

Segundo consta da denúncia, o cantor teria dado ordens a seus seguranças para evitar ser fotografado quando se retirava do estabelecimento.

Além disso, Bieber recebeu duras críticas em sua passagem pela Argentina por suspender um dos dois shows que tinha programados na capital - poucos minutos após começar - por "dores estomacais" e por varrer o chão do palco com uma bandeira argentina.

"Esta é uma tremenda bofetada na soberba deste menino. Primeiro cometeu um ilícito na Argentina, depois brincou com a Justiça ignorando todos os pedidos de declaração indagativa, cuspiu na nossa bandeira e riu na nossa cara. Agora as coisas começam a mudar para ele", destacou Morla.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos