Sede de jornal venezuelano é atacada com coquetéis molotov e excremento

Caracas, 30 ago (EFE).- Um grupo de encapuzados a bordo de uma caminhonete branca sem placas lançou nesta terça-feira coquetéis molotov e excremento contra a sede principal do jornal venezuelano "El Nacional", que fica na zona leste da capital Caracas, denunciou a publicação em seu site.

No lugar do incidente, os encapuzados deixaram um panfleto dedicado ao diretor desse jornal, Miguel Henrique Otero, que estava assinado por uma organização identificada como "Chama pueblo en rebelión".

O panfleto diz: "Miguel Henrique Otero, você expõe abertamente sua posição de conspirador contra o povo e a revolução bolivariana. Que fique claro para você que somos um povo livre, soberano e patriota, não deixaremos que os apátridas como você voltem a governar. Hoje lhes dizemos: não voltarão, não voltarão".

O Sindicato do Colégio Nacional de Jornalistas (SNTP) da Venezuela assegurou através do Twitter que os homens que atacaram o "El Nacional" gritavam que o jornal "traiu o país".

O SNTP lembrou que este é o segundo ataque que este jornal venezuelano recebe e o quarto contra sedes de veículos de comunicação no país caribenho "nos últimos três meses".

Em junho, um grupo de encapuzados tentou entrar na sede do "El Nacional", danificaram a fachada externa e lançaram excremento contra o posto de segurança junto com panfletos que também estavam assinados pelo grupo que se identifica como "Chama pueblo en rebelión".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos