Francisco cria novo "Ministério" e reagrupa temas de Imigração e Paz

Cidade do Vaticano, 31 ago (EFE).- O papa Francisco aprovou a criação de um novo dicastério - ministérios que formam o governo da Santa Sé -, que reagrupará os quatro que se ocupavam de Justiça e Paz, Imigrantes, Solidariedade e Saúde, informou a Assessoria de Imprensa do Vaticano nesta quarta-feira.

Com a criação do "Serviço do Desenvolvimento Humano Integral" ("Humanam progressionem su istituzione"), Francisco dá um passo adiante no seu desejo de agilizar e simplificar o governo da Santa Sé, atividade na qual está empenhado o "C9", a comissão de cardeais instituída em 2013.

O novo organismo irá englobar os atuais Pontifícios Conselhos: Justiça e Paz, "Cor Unum", Pastoral dos Migrantes e Itinerantes e Pastoral no Campo da Saúde, que vão funcionar até o fim deste ano. O cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson, que até agora era presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, foi o escolhido para coordenar o "Serviço do Desenvolvimento Humano Integral".

No entanto o próprio pontífice se encarregará temporariamente de tudo o que for relativo a imigração.

"Uma seção do dicastério se ocupa especificamente do que concerne aos refugiados e imigrantes. Esta seção estará 'ad tempus' sob a guia do sumo pontífice, que a dirigirá nos moldes que considere oportuno", detalha a carta.

Desta maneira, Francisco se ocupará pessoalmente de um dos temas mais delicados de seu pontificado: o drama da imigração.

"O Sucessor do Apóstolo Pedro, em seu trabalho de promover estes valores, adapta continuamente os organismos que com ele colaboram, para que possam atender melhor às exigências dos homens e mulheres, que são chamados a servir", afirmou o pontífice na carta em que explica os motivos para sua decisão.

No texto ele destacou que o departamento "será competente de questões que se referem às migrações, os necessitados, os enfermos e excluídos, os marginalizados e as vítimas dos conflitos armados e desastres naturais, os encarcerados, os desempregados e as vítimas de qualquer forma de escravidão e de tortura".

O novo organismo, com um Estatuto próprio, começará suas atividades em 1º de janeiro do ano que vem.

Amanhã, começará a funcionar o outro dicastério criado por Francisco e dirigido pelo ex-bispo da cidade de Dallas, nos Estados Unidos, Kevin Joseph Farrell, e que englobará assuntos relativos à vida, família e laicos. Este segundo Ministério abrange o Pontifício Conselho para os Laicos, o da Família e a Academia para a Vida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos