Guarda costeira líbia resgata 300 imigrantes que tentavam chegar à Itália

Trípoli, 1 set (EFE).- A Guarda Costeira líbia interceptou duas embarcações precárias que tentavam atravessar o Mediterrâneo e chegar ao litoral da Itália com 300 imigrantes a bordo, informou nesta quinta-feira à Agência Efe um responsável desse órgão.

Segundo a fonte, ambas embarcações foram achadas a poucos quilômetros do litoral líbia, diante da antiga cidade romana de Sebratha, situada cerca de 150 quilômetros ao oeste de Trípoli.

"169 dos imigrantes provêm de diferentes países da África Subsaaariana, um é tunisiano e os 130 são bengaleses. Há cinco mulheres. Todos foram transferidos ao serviço de luta contra a imigração irregular na cidade vizinha de Al Zawiya, onde recebeu a assistência necessária", acrescentou.

A Líbia é um estado fracassado, vítima do caos e da guerra civil, desde que em 2011 a comunidade internacional contribuiu militarmente à vitória dos rebeldes sobre a ditadura de Muammar Kadafi.

Nestes cinco anos de transição, o país se transformou em lugar de passagem para milhares de pessoas que tentam chegar no continente europeu na busca de uma vida melhor e em terreno propício para as máfias que traficam seres humanos.

Há dois dias, a Organização Internacional de Migrações (OIM) calculou em 111,5 mil os imigrantes e refugiados resgatados este ano no Mediterrâneo Central, a faixa marítima entre o norte da Líbia e o litoral da Itália.

No total, 3.165 pessoas perderam a vida desde que começou o ano tentando atravessar o Mediterrâneo, 509 a mais que nos primeiros oito meses de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos