Bombardeios do regime sírio na província de Hama deixam 30 civis mortos

(Atualiza com reação da Coalizão Nacional Síria).

Cairo, 2 set (EFE).- Pelo menos 30 civis, entre eles dez crianças e seis mulheres, morreram nas últimas 24 horas em bombardeios efetuados pela aviação de guerra do governo da Síria na cidade de Suran, na província de Hama, e no caminho que une as cercanias do norte desta província com a vizinha Idlib.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) divulgou informações nesta sexta-feira sobre os ataques e afirmou que o número de mortos pode aumentar devido ao estado grave de alguns dos feridos.

A ONG acrescentou que os enfrentamentos entre o regime e as forças opositoras continuam nos arredores do noroeste de Hama, onde as forças sírias, apoiadas por milícias aliadas, realizaram um contra-ataque para tentar recuperar o terreno perdido na região durante os últimos quatro dias.

A Coalizão Nacional Síria (CNFROS), principal aliança de oposição no país árabe, elevou por sua vez o número de mortos para 50 e detalhou que o bombardeio atingiu um comboio que transportava civis que fugiam de Suran ontem à noite.

"Este crime atroz demonstra que o 'modus operandi' do regime de (o presidente sírio Bashar al) Assad foi se vingar com ataques a civis desarmados desde o dia 1", afirmou a CNFROS em comunicado .

Além disso, a aliança opositora considera que esses "bombardeios bárbaros claramente fazem parte dos planos do regime para esvaziar áreas específicas de seus habitantes".

Na última segunda-feira, os insurgentes lançaram uma ofensiva no norte de Hama.

Até o momento, segundo o OSDH, os rebeldes conseguiram tomar do regime o controle de aproximadamente 15 localidades, além de posições militares, e se situam a poucos quilômetros da cidade de Hama, a capital provincial, que está em poder das autoridades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos