Congresso da Espanha volta a rejeitar reeleição de Rajoy como presidente

Madri, 2 set (EFE).- O Congresso da Espanha voltou a rejeitar, em votação realizada nesta sexta-feira, a reeleição do líder do Partido Popular, Mariano Rajoy, como presidente do Governo, cargo que ele ocupa atualmente de forma interina após tê-lo exercido em mandato de quatro anos entre 2011 e 2015.

Rajoy recebeu 170 votos a favor de sua posse e 180 contra na segunda votação à qual se submeteu nesta semana - a primeira foi realizada na terça-feira.

A favor do presidente interino votaram os deputados de seu partido, de centro-direita (137), o liberal Ciudadanos (32) e uma deputada das ilhas Canárias. Os votos contrários foram do socialista PSOE (85), a coalizão de esquerda Unidos Podemos (71) e 24 parlamentares de várias legendas nacionalistas.

Rajoy tornou-se assim o segundo candidato da história recente espanhola a ter posse rejeitada pelo Congresso, como havia ocorrido em março com o líder do PSOE, Pedro Sánchez.

Os dois foram os únicos candidatos que passaram por tentativas de destravar a indefinição política na Espanha, que já dura oito meses.

Segundo a Constituição espanhola, após a derrota de Rajoy se abre um período legal de dois meses nos quais o rei Felipe VI poderá propor novos nomes para a candidatura a chefe de Governo, mas se este prazo se encerrar sem um presidente eleito, o parlamento será dissolvido, e novas eleições legislativas serão convocadas para dezembro.

Enquanto isso, Rajoy se mantém como presidente interino, com funções limitadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos