Flórida começa tarefas de recuperação após passagem do furacão "Hermine"

Miami, 2 set (EFE).- O estado da Flórida, nos Estados Unidos, já está imerso nesta sexta-feira em tarefas de recuperação após a passagem de "Hermine", que tocou terra nesta madrugada como furacão de categoria 1 no noroeste do território e provocou uma morte, além de inundações e a queda de postes de eletricidade.

O governador da Flórida, Rick Scott, fez nesta tarde visitas de reconhecimento a cidades por onde o ciclone passou, como Tallahassee, Steinhatchee e Cedar Key, nas quais ainda há ruas alagadas e infraestrutura danificada, assim como árvores e fios elétricos caídos.

"Sabemos que a Flórida é resistente. Já nos reconstruímos antes e voltaremos a nos reconstruir", afirmou o governador em comunicado.

Scott pediu à população local para permanecer "atenta" e não descuidar de medidas de precaução enquanto recolhem os destroços deixados por "Hermine", que hoje acabou com um período de 11 anos no qual a Flórida não era impactada pela passagem de um furacão.

"Só porque lá fora é espaçoso não significa que é seguro", destacou o governador, após advertir sobre a presença de fortes correntes no mar e as previsões de intensas chuvas na área da baía de Tampa, no centro do estado, neste final de semana.

"Hermine" tocou terra esta madrugada com ventos máximos constantes de 130 km/h na cidade de St. Marks, no condado de Wakulla, onde até o momento 91% da população se encontra sem energia elétrica.

No condado de León, onde fica a capital Tallahassee, 65% não tem luz elétrica, enquanto 68% dos residentes do condado Taylor também permanece no escuro.

Nas áreas afetadas, mais de 50 refúgios se mantêm abertos, enquanto as escolas e repartições públicas ainda estão fechadas.

"Hermine" foi o primeiro furacão a tocar terra no litoral da Flórida desde "Wilma", em 2005, um poderoso ciclone de categoria 3 que causou cinco mortes e deixou danos estimados em US$ 23 bilhões no estado.

O ciclone de hoje, agora transformado em tempestade tropical enquanto segue sua rota pelo sudeste dos EUA, causou a morte de um indigente no condado de Marion, em consequência da queda de uma árvore, de acordo com as autoridades locais.

Mesmo assim, "Hermine" causou menos danos que os previstos, depois que Scott declarou estado de emergência na quinta-feira em 56 condados até sábado e a mobilização de 6.000 membros da Guarda Nacional.

O governador também lembrou à população a importância de esvaziar a água acumulada nos pátios dos imóveis como medida de precaução para combater o vírus da zika.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos