Hermine gera fortes chuvas enquanto percorre sudeste dos EUA

Miami, 2 set (EFE).- A tempestade tropical Hermine mantém nesta sexta-feira seu percurso pelo sudeste dos Estados Unidos deixando inundações e provocando cortes de eletricidade e queda de árvores em algumas áreas litorâneas.

Segundo o boletim das 17h (hora local; 18h de Brasília) do Centro Nacional de Furacões (NHC), o olho de Hermine está a 50 quilômetros a oeste noroeste de Charleston, na Carolina do Sul, onde ocorreram inundações em estradas e a queda de árvores.

De acordo com as autoridades locais, em partes deste estado houve acúmulo de mais de 100 milímetros de água, mas em termos gerais não houve até o momento danos maiores pela chegada de Hermine.

A Universidade da Carolina do Sul, que como muitos outros centros educativos cancelou suas atividades ao meio-dia, anunciou em seu site que as aulas serão retomadas no sábado em seu horário habitual.

Hermine, que tocou terra durante a madrugada como furacão de categoria 1 no norte da Flórida e provocou a morte de uma pessoa, tem ventos máximos constantes de 85 km/h e segue rumo a nordeste a uma velocidade de 31 km/h. A vítima em questão era um indigente que vivia no condado de Marion e morreu devido à queda de uma árvore.

Com esta trajetória, Hermine passará por regiões litorâneas da Carolina do Sul e depois pela costa da vizinha Carolina do Norte, onde são esperadas fortes chuvas em áreas do centro e do leste do estado. O governador local, Pat McCrory, declarou estado de emergência em 33 condados.

De acordo com o último boletim do NHC, foi dado um aviso de tempestade tropical para uma área que vai de Fenwick Island, em Delaware, até Sandy Hook, em Nova Jersey, incluindo a baía de Delaware.

No fim de semana, os efeitos de Hermine também devem ser sentidos no estado da Virgínia, onde foi declarada emergência, assim como no de Maryland.

Na Geórgia, a tempestade tropical causou menos impacto do que o esperado, e segundo as autoridades locais não ocorreram mortes ou danos materiais graves nos 56 condados que estão em estado de emergência.

A companhia de eletricidade Geórgia Power disse que residências onde vivem quase 100 mil pessoas chegaram a ficar sem luz por causa de fortes ventos, embora às 15h30 (hora local) apenas 1.570 casas permaneciam sem energia elétrica.

Hermine tocou terra de madrugada na cidade de St. Marks, no norte da Flórida, com ventos máximos constantes de 130 km/h e se tornou o primeiro furacão a chegar à costa do estado desde Wilma, em 2005, um ciclone de categoria 3 que causou cinco mortes e deixou danos estimados em US$ 23 bilhões no estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos