Madre Teresa será canonizada neste domingo como a santa da Misericórdia

Cidade do Vaticano, 3 set (EFE).- Tudo está preparado na Praça de São Pedro, no Vaticano, para que Madre Teresa seja canonizada neste domingo na cerimônia mais importante do Jubileu adotado pelo papa Francisco para lembrar a necessidade de Misericórdia, algo que a religiosa buscava transmitir pelas ruas de Calcutá, na Índia.

A cerimônia de canonização de Madre Teresa será o evento mais importante e de maior simbolismo deste Ano Santo e combinará a tradição do rito, com suas fórmulas em latim, com o uso das tecnologias e meios mais avançados para transmitir o evento pelo Centro Televisivo do Vaticano.

A canonização da Madre Teresa, que será a primeira agraciada com o Prêmio Nobel cultuada nos altares da Igreja Católica, foi preparada no Vaticano com as missas em diferentes idiomas realizadas ontem na basílica de Santa Anastasia, em Roma, onde os fiéis puderam venerar a relíquia da beata, que amanhã será transferida para o altar de São Pedro durante a cerimônia.

Além disso, o papa Francisco celebrou neste sábado uma audiência com os operários e voluntários da Misericórdia na Praça de São Pedro e lembrou a importância desta canonização ao convidar todos a copiarem o exemplo de Madre Teresa de Calcutá "para aliviar o sofrimento do mundo".

"Amanhã, teremos a alegria de ver a Madre Teresa proclamada santa. Este testemunho de misericórdia de nosso tempo se acrescenta à inumerável lista de homens e mulheres que tornaram visível, com Sua Santidade, o amor de Cristo", lembrou o pontífice.

Francisco pediu então aos fiéis que seguissem seu exemplo, que sejam "instrumentos humildes nas mãos de Deus para aliviar o sofrimento do mundo, e dar a alegria e a esperança da ressurreição".

Com seu trabalho de ajuda aos mais pobres e desfavorecidos nas ruas de Calcutá, e também no mundo todo através das Irmãs da Caridade, Madre Teresa é para a Igreja Católica o símbolo do que deve ser a misericórdia sobre a qual Francisco quis pôr ênfase neste Ano Santo.

O Vaticano preferiu não fazer estimativas da quantidade de pessoas que comparecerão à cerimônia amanhã, mas informou que foram distribuídas 100 mil entradas e que também espera que os fiéis se concentrem na Via da Conciliação e nas ruas divisórias.

Para o evento, foram credenciados 600 jornalistas de todo o mundo e 125 emissoras de televisão terão conexão ao vivo o sinal do Centro Televisivo Vaticano, que o transmitirá em alta definição (4K Ultra-HD).

Além disso, foi organizado um plano de segurança extraordinário, por isso o entorno de São Pedro, onde o trânsito já foi interrompido há meses, será dividido em três áreas de controle, em círculos concêntricos, e com a presença de aproximadamente 3 mil agentes das forças de segurança, entre outras medidas.

No Ano Santo, que começou em 8 de dezembro e terminará em 20 de novembro, já foram realizados vários atos, que se desenvolveram de maneira discreta, como o pontífice desejava. A canonização de Madre Teresa será o único que reunirá, além dos fiéis, representantes de dezenas de Estados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos