Mais de 10 milicianos líbios morrem em combates com jihadistas em Sirte

Misrata (Líbia), 3 set (EFE).- Pelo menos dez integrantes das milícias do oeste da Líbia morreram neste sábado e mais de 70 ficaram feridos em combates com jihadistas no distrito 3 da cidade de Sirte, o único que permanece sob controle do braço líbio do grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Fontes médicas explicaram à Agência Efe que a maior parte dos milicianos morreu por disparos de franco-atiradores na área do Banco Central e da Grande Mesquita, onde intensos enfrentamentos armados vêm sendo travados desde ontem.

"Três milicianos ficaram feridos pelo impacto de estilhaços depois da explosão de um carro-bomba", acrescentaram as fontes.

Um responsável militar confirmou para a Efe que várias das milícias, contando com o apoio de carros de combate, conseguiram hoje "avançar rumo ao bairro de Kambo e ao antigo cemitério", uma área com alta densidade de casas e becos estreitos, onde cerca de 100 radicais resistem.

"Em seu avanço, nossas tropas encontraram os corpos de mais de 30 combatentes do Daesh (acrônimo em árabe para se referir ao grupo jihadista Estado Islâmico). Também descobriram outros quatro que estavam feridos e refugiados no hotel da cidade", acrescentou a fonte.

Segundo esse militar, que preferiu não ser identificado, unidades de artilharia e blindados pesados conseguiram chegar à região e, pouco depois do meio-dia (horário local), assumiram "o controle absoluto do hotel" e das ruas limítrofes.

"Nossas forças assumiram já o controle do edifício do Banco Unido no distrito 1", afirmou à Efe um miliciano que se identificou como Abdul Karim.

Um oficial da Aliança em Misrata, cidade na qual está instalado o comando conjunto das milícias, revelou que aviões americanos participaram hoje das operações com bombardeios sobre áreas do distrito 1, próximas do pequeno porto de pescadores.

As milícias do oeste da Líbia, apoiadas pelas forças aéreas de EUA e Reino Unido, iniciaram há dez dias a investida final rumo à cidade portuária de Sirte, que está ocupada por grupos jihadistas ligados ao Estado Islâmico desde fevereiro de 2015.

Desde que começou a investida contra a cidade, 514 milicianos líbios morreram, sendo que mais de 400 deles pertenciam às milícias de Misrata.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos