Obama diz que relações com o Reino Unido seguem "fortes" apesar do "Brexit"

Hangzhou (China), 4 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, garantiu neste domingo que as relações entre seu país e o Reino Unido "continuam fortes" apesar do "Brexit", e que os laços bilaterais não "só foram mantidos, como continuarão a crescer".

"Inclusive enquanto o Reino Unido procura a saída total da União Europeia (UE), juntos estamos reafirmando a relação especial que existe entre Estados Unidos e o Reino Unido", enfatizou Obama, hoje, em entrevista coletiva ao lado da primeira-ministra britânica, Theresa May, em Hangzhou, na China.

Ambos se reuniram neste domingo antes do início da cúpula do G20, que representa a primeira participação de Theresa May desde sua nomeação e a última de Obama como presidente dos EUA.

"O pano de fundo é que não temos um parceiro mais forte no mundo que o Reino Unido", disse Obama, revelando também que ambos se comprometeram a preservar a cooperação em matéria de segurança, como membros da Otan: "vemos o mundo da mesma maneira".

Obama se referiu particularmente que EUA e o Reino Unido seguirão contra as agressões da Rússia na Ucrânia, a ameaça do Estado Islâmico (EI), e continuaremos trabalhando com diligência para eliminar as redes terroristas".

O presidente americano considerou que, "em um momento onde a ordem internacional está sujeito a pressões, a liderança do Reino Unido no cenário mundial é essencial".

Ambos países vão continuar, disse Obama, lutando juntos contra a mudança climática, cooperando em segurança energética e assegurando que "as normas internacionais serão aplicadas".

Por sua vez, Theresa May defendeu os Estados Unidos como "grande aliado e amigo próximo", e ressaltou que os dois países "compartilham dos mesmos valores de liberdade, abertura e tolerância".

A primeira-ministra britânica disse que "devemos fazer mais para resolver a crise migratória", e que a comunidade internacional precisa esclarecer quais são "as raízes da migração", assim como impulsionar "o trabalho da comunidade internacional para combater o ódio e a violência".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos