Terremoto de 4,6 graus atinge a capital equatoriana

(Atualiza com mais dados).

Quito, 4 set (EFE).- Um terremoto de magnitude preliminar 4,6 graus na escala aberta de Richter atingiu neste domingo a capital do Equador, Quito, informou o Instituto Geofísico (IG) da Escola Politécnica Nacional.

O tremor ocorreu às 19h22 (hora local, 21h22 horário de Brasília) e seu epicentro se localizou cerca de 10 quilômetros da cidade, muito perto de Puembo, localizado em um dos vales que circundam a capital.

O hipocentro do movimento telúrico ficou cerca de 5 quilômetros de profundidade.

Uma fonte do IG afirmou para a Agência Efe que o tremor ocorreu perto de área onde outro terremoto, de magnitude 4,7 graus ocorrido no dia 8 de agosto, deixou duas pessoas feridas e causou pequenos danos em alguns edifícios.

Nessa região está localizada uma falha geológica conhecida como Guambi, precisou a fonte, afirmando que nos últimos 15 dias aconteceram alguns tremores de menor magnitude.

O tremor de hoje foi sentido com força na cidade, especialmente em pisos superiores de edifícios e por conta da agitação, em várias partes da cidade começaram a soar alarmes de carros.

O prefeito de Quito, Mauricio Rodas, relatou que três pessoas ficaram levemente feridas por conta de danos em uma igreja do bairro de Chimbacalle, no sul da cidade.

"Está confirmado que prejuízo na igreja de Chimbacalle foi somente no teto e sua estrutura não foi afetada", garantiu.

O Município de Quito confirmou que houve cortes de energia na região do Vale de Tumbaco, além de um blecaute em uma parte do noroeste da cidade.

O presidente do país, Rafael Correa, também reagiu através de sua conta no Twitter.

"Forte terremoto em Quito", escreveu Correa, e confirmou a falta de eletricidade no vale de Tumbaco, mas disse que a suspensão obedece a uma medida de segurança por conta dos eventos naturais.

A eletricidade em Tumbaco voltará em breve, disse Correa, ao afirmar que "já estão trabalhando. Não há prejuizos, são mecanismos de segurança para evitar males maiores".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos