Celebração da imigração caribenha em Nova York termina com dois mortos

Nova York, 5 set (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram nesta segunda-feira por disparos de armas de fogo no bairro nova-iorquino do Brooklyn durante a celebração da imigração caribenha, informaram veículos de imprensa locais.

As vítimas foram uma mulher de 22 anos, que recebeu um disparo na cabeça, e um jovem de entre 18 e 20 anos, ferido mortalmente no peito.

Além disso, outras três pessoas ficaram feridas, duas delas por disparos e a terceira por arma branca.

O carnaval caribenho, conhecido como "J'Ouvert", começou na madrugada e os incidentes ocorreram antes do amanhecer, feriado nos Estados Unidos pelo Dia do Trabalho.

Não foram dados detalhes oficiais sobre possíveis detenções por causa destes fatos.

A Polícia de Nova York redobrou a vigilância durante estas celebrações para evitar atos de violência como os registrados em edições anteriores.

No ano passado, o advogado Carey Gabay, um assistente do governador de Nova York, Andrew Cuomo, morreu por uma bala perdida disparada por um confronto armado entre dois grupos rivais, e outra pessoa mais pereceu apunhalada.

Nas celebrações do "J'Ouvert" de Nova York costumam participar dezenas de milhares de moradores da cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos