Tribunal da Zâmbia rejeita pedido de impugnação de eleições presidenciais

Lusaka, 5 set (EFE).- O Tribunal Constitucional da Zâmbia rejeitou nesta segunda-feira o pedido de impugnação das eleições presidenciais apresentada pelo candidato de oposição Hakainde Hichilema depois de seus advogados terem perdido o prazo de 14 dias para defender a tese de ilegalidade na corte.

Hichilema questionou os resultados no dia 19 de agosto após a Comissão Eleitoral da Zâmbia ter proclamado como vencedor do pleito o representante da Frente Patriótica e atual presidente, Edgar Lungu, reeleito com 50,35%, sem a necessidade de segundo turno.

De acordo com a presidente do Tribunal Constitucional, Hilda Chibomba, o motivo da rejeição é culpa exclusiva dos advogados do opositor, que perderam o prazo enquanto discutiam com a defesa de Lungu sobre questões técnicas e processuais.

O prazo fixado pela própria Constituição da Zâmbia terminou na última sexta-feira, mas o tribunal decidiu adiar a decisão até hoje porque Hichilema pediu mais tempo em um discurso muito emotivo.

Hilda fez críticas ao líder do Partido Unido para o Desenvolvimento Nacional por seus advogados não terem se preocupado em tratar da impugnação dentro do prazo legal. A decisão da não ampliação foi tomada após uma reunião de juízes a portas fechadas.

Além disso, o Tribunal Constitucional também negou com os mesmos argumentos outros sete pedidos apresentados por Hichilema, entre os quais havia um que exigia uma nova apuração dos votos no pleito.

Confirmado o resultado oficial, Lungu, que no pleito de 2015 venceu Hichilema por menos de 300 mil votos entre acusações de manipulação, será empossado nos próximos dias.

Durante seu curto mandato, o atual presidente focou seus esforços em desenvolver projetos de infraestrutura por todo o país, especialmente estradas, hospitais, centros de saúde, escolas primárias, secundárias e universidades.

Agora, o principal desafio é a redução do déficit e a pressão fiscal com 60% da população que segue vivendo abaixo da linha da pobreza.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos