No Laos, Obama lamenta não poder montar em um elefante

Vientian, 6 set (EFE).- Em viagem oficial no Laos, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confessou nesta terça-feira que só lamenta um aspecto: não poder montar em um elefante.

"Só lamento que, sabendo que aqui é conhecido como 'A terra de 1 milhão de elefantes', o serviço secreto não me deixe montar em um deles, mas talvez eu volte, quando não for mais presidente", disse ele no Auditório Nacional da Cultura, em Vientian.

Obama, que terminará seu segundo e último mandato em janeiro do ano que vem, deve visitar Luang Prabang amanhã, a antiga capital do país, a meia hora do lugar que abriga um centro de elefantes e que permite que o visitante interaja com o animal no Rio Nam Khan.

Apesar do título, há tempos o Laos não possui 1 milhão de elefantes em seu território e, atualmente, restam pouco menos de 2 mil em todo o país.

A primeira visita de um presidente americano ao Laos é para participar das reuniões vinculadas à Cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), que começa hoje e termina na quinta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos