Obama confirma que líder de Mianmar visitará os EUA na próxima semana

Vientiane, 6 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou nesta terça-feira em Vientiane, a capital do Laos, que a principal líder política de Mianmar, a ganhadora do Nobel da Paz e chefe de governo 'de facto' do país Aung San Suu Kyi, visitará Washington na próxima semana.

"Espero dar boas-vindas à assessora do Estado Aung San Suu Kyi na Casa Branca na próxima semana, enquanto apoiamos Mianmar em seu caminho rumo ao pluralismo e à paz", disse Obama durante um discurso no Auditório Nacional da Cultura do Laos, na capital deste país do sudeste asiático, aonde chegou ontem à noite para participar da cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) em seu último viagem à Ásia antes do fim de seu mandato.

O Ministério das Relações Exteriores de Mianmar anunciou em julho que Suu Kyi tinha aceitado o convite de Obama para visitar os Estados Unidos, mas que, até agora, não havia sido estipulada uma data.

A próxima viagem de Suu Kyi, que além de assessora do Estado - um cargo criado exclusivamente para ela e que equivale ao de chefe de governo - é responsável pela diplomacia birmanesa, coincidirá com a Assembleia Geral da ONU, que acontece entre os dias 13 e 26 de setembro.

Suu Kyi passou mais de 15 anos em prisão domiciliar por sua luta contra a ditadura militar em Mianmar, que lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz de 1991, e esteve nos Estados Unidos em 2012.

Mianmar foi governada por generais de 1962 até 2011, quando passou por uma transição comandada pelos militares que levou às eleições de 8 de novembro de 2015, o primeiro pleito em décadas e que foi vencido pelo movimento democrático de Suu Kyi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos